Carlos Serrão

as minhas notas e página pessoal…

O Facebook, o Governo, o Presidente e a Privacidade

| 4 Comments

<devaneio>
Coisas que não percebo…
Não consigo perceber um Primeiro-Ministro, em que nos canais de comunicação tradicionais, dá uma imagem de ser uma pessoa dura e inflexível nas decisões que toma (não está aqui em causa se as decisões são boas ou más), e depois o mesmo Primeiro Ministro venha para um canal como o Facebook, dizer que pede desculpa pelas medidas duras que acaba de tomar.
Não consigo perceber deputados e membros do Governo, que usam o Facebook como principal canal para passarem as suas mensagens e pensamentos para o exterior, alguns deles em clara dissonância com as políticas de que seus próprios (des)governos seguem.
Não consigo perceber um Presidente da República que há alguns meses atrás estava preocupado com a segurança dos seus computadores e do seu próprio email (tendo inclusive levantado alguns suspeitas sobre a violação dos mesmos), use uma plataforma como o Facebook (em que, como sabemos, a privacidade está no topo da lista das suas preocupações) para comunicar com os cidadãos.
Não percebo como estes senhores, tendo sido eleitos, e estando em representação de TODOS os portugueses, assumam que TODOS os portugueses tenham acesso ao Facebook para estarem a par dos seus pensamentos ou decisões.
Avisem-nos quando todos precisarmos de criar uma conta no Facebook, ok? Obrigado.
Já que estão tão interessados numa plataforma como o Facebook, porque não usar o mesmo para referendar junto das pessoas algumas das decisões que tomam? Isso sim, seria dar uma enorme imagem de modernidade e de democracia participativa… Pois, mas isto já não interessava, pois não?
Enfim, há coisas que não consigo perceber.
</devaneio>
  • Pingback: Privacidade e Segurança em Redes Sociais | Carlos Serrão()

  • Bruno Padinha

    Não concordo, e basta substituír [Facebook] por [Web] para perceberem o meu ponto de vista.

    • http://profiles.google.com/carlos.j.serrao Carlos Serrao

      Fixe… substitui lá por [Web], que vai dar no mesmo.

  • João Alves

    Partilho exatamente do mesmo. Será que o fakebook é apenas uma capa para “aligeirar” as mensagens ? será que é a forma correta de comunicar com o Povo ?
    A utilização abusiva de meios de comunicação alternativos e sem a formalidade exigida aos politicos é a forma que eles têm de relativizar o seu papel e tentarem confundir-se com o Povo ?

  • RSS
  • Twitter
  • Buzz
  • LinkedIn
  • Flickr