Carlos Serrão

as minhas notas e página pessoal…

Foi bom, mas acabou-se…

| 0 comments

Este ano, achei que deveria fazer qualquer coisa de diferente… algo que ainda não tivesse feito e que já tinha tido vontade de fazer. E por isso resolvi ir ao Codebits IV (2010). E não me arrependi…

http://www.flickr.com/photos/carlosserrao/5167610963/in/set-72157625364615410/

A minha participação deste ano, foi mais no intuito de ir ver o que era o Codebits, qual o “ambiente” do mesmo, e ver as excelentes apresentações, dos não menos excelente oradores que passaram por lá, e que tive a oportunidade de escutar.

O local do Codebits deste ano não poderia ter sido mais bem escolhido, junto ao estuário do rio Tejo, no Parque das Nações em Lisboa. No Pavilhão Atlântico, o SAPO, reuniu mais de 700 geeks nacionais, naquela que foi a maior edição do Codebits desde a sua criação.

Quando lá cheguei na quinta-feira passada, fui desde logo confrontado com uma estranha oferenda à entrada. Uma mochila, que continha um conjunto de itens um tanto ortodoxos, mas essenciais para um Codebits, em que passam mais de 48 horas seguidas a desenvolver projectos que são apresentados no final. Assim, era possível encontrar: uma almofada de pescoço insuflável, um mini-cobertor, uma protecção para os olhos (que nos protegem da luminosidade quando pretendemos tirar um pequeno cochilo), uns tampões auriculares, uma escova de dentes, etc. Enfim, tudo material essencial ao Codebits, como referia.

Depois de entrar, a sensação é absolutamente avassaladora. Tanta gente… e eu não conheço ninguém!!! 😉

Primeira opção… ir directamente para o “Main Stage” onde iria ocorrer a abertura “oficial” do Codebits IV (v. 2010). Escusado será dizer que foi complicado conseguir sentar-me, pois raros eram os lugares desocupados. “All mighty” Zeinal Bava (himself), Presidente Executivo da Portugal Telecom, abria o Codebits 2010, dando as boas vindas a todo os participantes no evento.

E eis que chega a primeira novidade do Codebits deste ano. A apresentação do novo serviço do Meo, o Meo Jogos. Já falei disto aqui no blog, mas resumindo trata-se de um novo serviço do Meo, que por uns modestos 10 euros/mês permite aos clientes acederem a todos os jogos disponíveis, e jogá-los no computador lá de casa, sem ter a necessidade de instalar os mesmos (Meo Fibra required!).

Terminada que estava a apresentação… chegou a altura de ver o espaço, de o conhecer e de ver se encontrava alguém conhecido. Vamos lá.

Por entre computadores que me recordam os meus tempos de jovem (em que ter um computador daqueles era quase um luxo), diversas XBox 360 – uma com o Kinetic para experimentar, e alguns stands, foi desde logo possível vislumbrar o pessoal da Caixa Mágica. Entre eles, o Paulo Trezentos, CTO da Caixa Mágica e meu colega no ISCTE-IUL.

Chega a altura do almoço do Codebits. Primeiro almoço – saladinha da McDonalds – sim que isto de passar muito tempo em frente a computadores, não queima muitas calorias, e por isso há que olhar pelo regime. Muito bom. De notar a excelente logística para lidar com as mais de 700 refeições. Impecável. Cinco estrelas.

Foi ao almoço que tive oportunidade de encontrar e conhecer o Eduardo Luís, do Planet Geek. Encontrei igualmente o António Lopes (o Tony) também do Planet Geek, e igualmente meu colega no ISCTE-IUL. Tive igualmente o privilégio de conhecer essa lenda da Web portuguesa que dá pelo nome de Carlos Martins, colega do Planet Geek, e conhecido pelo Aberto Até de Madrugada, esse blog de referência para todos os verdadeiros geeks nacionais e fans incondicionais de tecnologia. Foi um prazer, Carlos.

Depois do almoço arranjei um pouso onde ficar. Um dos magníficos “puffs” do Codebits. A que mais pode um geek aspirar? Um puff, junto a uma fonte de energia, e ligação à Internet… fabuloso!

Seguiu-se depois uma tarde repleta de apresentações, às quais tive oportunidade de assistir, quase todas elas no “Main Stage”. Foi pena ter perdido algumas que estavam a decorrer em simultâneo noutros stages, mas felizmente o SAPO gravou todas e por isso vai ser possível ver todas as que não pude assistir ao vido. Muito bom!

No dia seguinte, sexta-feira, o dia para mim era muito mais complicado, sendo que tinha aulas no ISCTE-IUL assim como um conjunto de reuniões agendadas, no entanto não deixei de marcar presença no Codebits, onde estive mais uma vez a assistir a algumas apresentações, onde gostaria de destacar a apresentação do Mário Valente sobre Inovação.

Seguiu-se mais uma das novidades do Codebits deste ano. A apresentação do SAPO Android Smartphone – o A5. Já aqui falei igualmente sobre o A5, pelo que não me vou repetir.

E infelizmente a minha experiência de Codebits 2010, teve mesmo que ficar por aqui, com muita pena minha. Mas fica a promessa, se me permitirem vou voltar, mas desta vez noutros moldes, com algumas ideias e projectos e esperando por isso participar a full-time no evento.

Sem dúvida que o SAPO está de parabéns pelo Codebits, uma das melhores, senão mesmo a melhor iniciativa deste género em Portugal. Parabéns ao SAPO, e a toda a equipa que “produziu, realizou e levou a até a si”, o CODEBITS 2010.

O único ponto a apontar, foram mesmo as pouco adequadas condições de luminosidade da sala. Pelo menos durante o tempo que lá permaneci – demasiadamente escura, e com uma tonalidade esverdeada.

Fico a aguardar com grandes expectativas o Codebits 2011 – pssst, quando abrem as inscrições?!?!?
  • RSS
  • Twitter
  • Buzz
  • LinkedIn
  • Flickr