Carlos Serrão

as minhas notas e página pessoal…

Está nas nossas mãos…

| 0 comments

Está nas nossas mãos o futuro do nosso planeta. Esta bela esfera azul, a que chamamos Terra, encalhada no sistema solar, em plena Via Láctea, está doente…

Com cerca de 4.55 mil milhões de anos de idade, o estado de saúde do planeta tem vindo a degradar-se, por via da acção humana. Em particular, nestes últimos 100 anos, esta degradação tem vindo a assumir contornos assustadores, estando a própria sustentabilidade do planeta e dos seus habitantes (e não me refiro apenas aos humanos) em risco de colapso. E quando este planeta se acabar, não temos mais nenhum… pelo menos por enquanto.

Temos todos que fazer um escolha muito simples agora. Ou continuamos a ter o mesmo comportamento que tivemos até então, virando as costas ao problema, fazendo de conta que o mesmo não existe, ou encaramos o mesmo, enfrentando-o e corrigindo-o, mesmo que isso exija algumas medidas drásticas, mas salvaguardando o futuro do mesmo.

A primeira opção é a mais simples e cómoda, também conhecida como “estratégica tartaruga”. Não fazemos nada, “enfiamos a nossa cabeça dentro da carapaça”, e esperamos que o planeta, por si só, purgue todos os erros cometidos nos últimos anos. Não tenhamos dúvidas: isso não irá acontecer e o problema apenas se agravará ainda mais.

A segunda opção é menos cómoda. Obriga-nos a desempenhar um papel mais activo no processo. Obriga-nos a tomar um papel muito activo na preservação do nosso planeta e dos seus recursos que não são inesgotáveis. É uma tarefa árdua, mas todos temos o nosso papel na mesma. Neste momento, o futuro do nosso planeta está nas mãos de cada um de nós.

E o que podemos fazer, para não agravar ainda mais a situação, e corrigir alguns dos erros do passado?

Infelizmente a situação é já tão grave, que cada um de nós, individualmente pode fazer muito pouco. Mas, com a contribuição de todos, esse pouco que fazemos, faz toda a diferença. Aqui ficam alguns exemplos, alguns gestos diários que podemos tomar, que podem ajudar a nossa pequena esfera azul.

  • Sempre que possível, prefira o transporte público em detrimento do transporte próprio (automóvel ou moto). Se por qualquer motivo tiver mesmo que usar transporte próprio, prefira fazer as suas viagens fora das horas de maior tráfego, reduzindo assim o consumo de combustível, e as emissões de gases. Se tiver que trocar de carro, prefira os carros híbridos, que usam a energia eléctrica em conjunto com o combustível tradicional. Infelizmente ainda não existem muitos carros híbridos no mercado.
  • Recicle e reutilize. Hoje em dia é possível reciclar quase tudo. Faça uso dessa possibilidade, separando os seus resíduos domésticos, depositando-os nos recipientes próprios. Não adopte aquela atitude, que já vi muito por aí: “não faço reciclagem porque já pago os meus impostos, e portanto deve ser a responsabilidade do Estado fazer isso por mim”. Lembre-se que quando já não existir planeta Terra, não terá que pagar mais impostos, mas você também não estará aqui para usufruir dessa vantagem.
  • Poupe água. É simples conseguir uma poupança significativa, usando alguns princípios simples: a) não deixe a água a correr enquanto escova os dentes; b) prefira duche a banho de emersão; c) lave a loiça apenas quando a máquina estiver cheia; d) lave a roupa na máquina quando esta estiver totalmente carregada.
  • Poupe energia eléctrica. Aproveite os recursos naturais (Sol) para aquecer a sua casa. Verifique que as janelas e portas estão correctamente calafetadas para poupar energia no aquecimento da mesma. Desligue os aparelhos eléctricos (TVs, vídeos, DVDs, etc.) no botão, e não os deixe em stand-by pois estes ficam a consumir energia. Troque a sua iluminação por lâmpadas económicas.
  • Evite imprimir documentos. Na época do digital não se justifica muito ter que realizar muitas impressões de documentos, e os mesmos podem ser armazenados, indexados e pesquisados de uma forma mais rápida, económica e eficiente. As árvores agradecem.
  • Finalmente, mais uma dica muito actual. Sempre que possível, evite viajar em reuniões de trabalho. Existem hoje em dia formas mais simples e eficientes de fazer reuniões (através de Internet, telefone, vídeo-conferência, etc.) e que permitem poupar quer em viagens quer o próprio meio ambiente. Se for imprescindível que a reunião seja presencial, prefira o transporte público para se deslocar. Se possível, escolha o comboio.

Este post não traz qualquer novidade. É apenas para recordar mais uma vez o que podemos fazer todos os dias para poupar um pouco mais o nosso planeta. Mas lembrem-se, o pouco que cada um de nós fizer, representa um contributo global enorme.

Esta foi uma contribuição para o Blog Action Day.

  • RSS
  • Twitter
  • Buzz
  • LinkedIn
  • Flickr