Carlos Serrão

as minhas notas e página pessoal…

MMS

| 0 comments

(disclaimer 1: para quem carregou no link a pensar que o post era sobre mensagens multimédia entre telemóveis, enganou-se e portanto pode ir para outro sítio)
(disclaimer 2: o facto de ter postado aqui não implica qualquer apoio directo à entidade em causa, nem representa qualquer tipo de propaganda política)

Fui verificar o meu email hoje de manhã, e entre os muitos emails que tinha (daqueles que não vão directamente para o lixo por serem classificados como SPAM), havia um com um conteúdo fora do vulgar.

Media_httphomeisctept_dgyya

Era a mensagem de uma iniciativa de criação de um novo partido político, o MMS – Movimento Mérito e Sociedade. Não está em causa se é um bom partido ou não.. mas o que achei curioso foi o facto de cada vez mais os partidos olharem para a Internet como uma forma de comunicação privilegiada com os cidadãos.

Media_httphomeisctept_ejfja

Parece que em Portugal isso começa agora a acontecer com maior frequência, e vê-se por todo o lado a influência que a Internet tem na vida política, e nas mensagens que esses mesmos políticos querem fazer chegar aos cidadãos. Veja-se por exemplo nos EUA, a utilização do Youtube por parte dos candidatos.

A Internet tem outro papel fundamental aqui… dilui a grandeza de um partido político face a outro que esteja agora a começar a dar os seus primeiros passos. Para um partido político grande, e com muitos recursos financeiros, pode dar-se ao luxo de fazer milhares de cartazes, fazer mailings, fazer outdoors e outro tipo de publicidade, o que não está ao alcance de partidos de menor dimensão e menores recursos. Com a utilização da Internet, os recursos são quase os mesmos, e é relativamente fácil marcar uma forte presença na WWW e enviar emails para múltiplos utilizadores.

Por outro lado, a Internet pode ajudar a aproximar os partidos políticos dos cidadãos comuns. Através da discussão de ideias e de medidas em mailing lists e fóruns de discussão, os partidos políticos poderiam adaptar os seus próprios programas para irem de encontro à vontade dos cidadãos.

Claro que de boas intenções está o Mundo cheio…

  • RSS
  • Twitter
  • Buzz
  • LinkedIn
  • Flickr