Carlos Serrão

as minhas notas e página pessoal…

Escrever em português ou inglês no blog?

| 0 comments

Este é o tema do mês do PlanetGeek. Confesso que ainda não tinha aderido a esta “moda” de escrever sobre o tema do mês, mas vou passar a participar na mesma, sempre que possível, pois em minha opinião é bastante relevante e serve para medir a participação no planeta (que não o planeta Terra, claro).

Eu acho que um blog é um espaço de opinião livre, e que serve (no seu conceito inicial) para escrever tudo o que nos vier à mente e que nos interesse partilhar com terceiros, uma espécie de “meu querido diário” em formato digital. Como tal, escrever em inglês ou em português, é ou deveria ser perfeitamente indiferente.

Confesso que já tentei ter o meu blog inteiramente em inglês, mas com o tempo que lhe dedicava, e porque o inglês não é a minha língua materna, haviam erros no meus posts que me incomodavam, assim como a terceiros. Daí que resolvi, voltar a “postar” em português, por uma mera questão de rapidez de escrita, e de revisão literária. É mesmo a preguiça de rever com cuidado os meus posts e de os corrigir…

Na minha actividade profissional, o inglês é muito importante, em especial para escrever artigos para conferências e para revistas especializadas. Igualmente, o inglês é a língua que foi escolhida por mim para escrever o meu PhD (porque um dos meus orientadores não é português). No entanto, estes artigos são vistos e revistos diversas vezes, por forma a garantir que a qualidade final do inglês seja média/boa.

Quanto blog, acho que tudo depende do alcance que pretendamos dar ao nosso post. Não me choca minimamente ter um blog em português, que contenha alguns artigos em inglês ou vice-versa. Como vos disse, encaro o blog, não como uma obra literária de qualidade, mas sim como uma colecção de ideias e pensamentos soltos, e como tal aberto a mudanças de atitude, tema, e até mesmo língua.

Assim sendo, e em jeito de conclusão, blogo em português, mas sempre que me apetecer, posso fazê-lo em inglês e não vejo qualquer mal nisso.

  • RSS
  • Twitter
  • Buzz
  • LinkedIn
  • Flickr