Carlos Serrão

as minhas notas e página pessoal…

Carta aberta ao responsáveis autárquicos de Corroios e do Seixal

| 3 Comments

Eu acredito no poder local e no bom trabalho que alguns dos nossos autarcas fazem. É por isso que sempre que possível, e quando me deparo com alguma situação com a qual não concordo, ou em que existe algum problema de carece de resolução, não tenho qualquer problema em escrever uma carta para os nossos representantes do poder local a expor-lhes a situação.

Como até agora não obtive qualquer resposta por parte das entidades competentes, resolvi publicar esta mesma carta em formato aberto, na ténue esperança de que algo possa ser feito – duvido que os responsáveis leiam o meu blog, mas pelo menos não deixo de expor a situação.

A presente carta foi enviada primeiramente para o Presidente da Junta de Freguesia de Corroios, o qual respondeu dizendo que o assunto seria encaminhado para os vereadores da Câmara Municipal do Seixal responsáveis pelo Pelouro do Meio Ambiente e Serviços Urbanos e Pelouro do Desporto, Infra-estruturas e Acessibilidades. Entretanto tomei eu próprio a iniciativa de enviar as cartas para Câmara Municipal do Seixal. Até ao momento não recebi qualquer resposta às mesmas.

Aqui fica a carta.

Assunto: Exposição de alguns pontos para melhoria da qualidade de vida da população da Freguesia de Miratejo

Exmo. Senhores Vereadores,

Escrevo-lhes esta carta na qualidade de cidadão preocupado que sou, e na esperança de que quem está na autarquia, de facto se preocupa com as suas populações e com os seus eleitores.

Assim, venho expor-lhe as seguintes preocupações, que visam melhorar a qualidade de vida dos moradores de Miratejo, em especial, no que diz respeito à segurança de pessoas e bens e no fluxo de tráfego.

A primeira situação diz respeito à Rua Cesário Verde (ver Figura), e ao facto de ser uma rua na qual, pela sua ligeira inclinação, os automóveis (assim como os respectivos condutores) tendem a exceder os limites de velocidade. Uma vez que é uma zona essencialmente de vivendas, com algumas crianças, e com um cruzamento pelo meio (entre a Rua Cesário Verde e a Rua Fernando Pessoa) já existiram algumas situações problemáticas. Para evitar que estas situações se transformem num acidente sério, venho solicitar a Vossa Exa. que coloque umas pequenas lombas na rua, semelhantes às que foram colocadas na Avenida Vinte Cinco de Abril e na Rua Ferreira de Castro, a fim de obrigar os automobilistas a reduzirem a velocidade. Estou convicto que o esforço mínimo a que isto obrigará, ajudará a aumentar a segurança da rua.

Media_httphomeisctept_gdclz

A segunda situação que desejo reportar prende-se com o Jardim Zeca Afonso. Este jardim tem sido ao longo do tempo alvo de diversas intervenções, que o têm vindo a tornar mais agradável e aprazível. É uma zona verde e de lazer importante na área de Miratejo (e são já tão poucas), que importa conservar. Neste belo jardim, existe no entanto um ponto bastante negativo: uma construção, que outrora servia de WC e que hoje em dia se encontra num estado deplorável de conservação. Os destroços dessa mesma habitação, nomeadamente os vidros, são hoje em dia uma ameaça para qualquer criança ou idoso que queira aproveitar a beleza do jardim. Infelizmente o que é mau para eles é bom para grupos de delinquentes e de tóxico-dependentes que transformaram essa edificação degradada num santuário de crime e de consumo de estupefacientes. Não é raro passar por lá durante o dia e encontrar diversas garrafas de bebidas alcoólicas partidas, assim como seringas usadas e preservativos. Enfim, uma ameaça a céu aberto. Solicito assim ao Senhor Vereador que intervenha por forma a tentar resolver a situação, que a meu ver passa pela ou pela recuperação do edifício ou pura e simplesmente pela sua demolição.

A última situação que desejo reportar nesta minha carta diz mais uma vez respeito à zona citada anteriormente (e que pode ser observada na imagem) e em especial com a entrada para o Alfeite que se passou a realizar pela Rua Gil Vicente. Não sei se o Senhor Vereador sabe, mas de manhã (entre as 8h30 e as 9h30) e ao final da tarde (entre as 16h30 e as 17h30), esta é uma entrada/saída muito concorrida, o que faz com que o trânsito nesta zona se torne caótico. Acresce o facto que os funcionários da Marinha não têm qualquer respeito pelas demais pessoas que circulam, e nem pela Escola Primária que está na Rua Gil Vicente (em frente ao Jardim Zeca Afonso), que é frequentada por crianças de tenra idade.

Igualmente, os moradores da zona, que sobem a Rua Cesário Verde têm que esperar e ceder a passagem aos funcionários que saem do Alfeite a velocidades agressivas para os outros condutores e para as crianças da Escola. Pela regra básica de cedência de prioridade, uma vez que eles se apresentam pela direita, os condutores que sobem a Rua Cesário Verde ou a Rua Fernando Pessoa, são obrigados a ceder a passagem. No entanto, tecnicamente eles saem de um portão, e como tal perdem a prioridade. Geram-se assim situações conflituosas que pela teimosia em abrandar dos referidos funcionários do Alfeite, podem dar origem a situações de maior gravidade. Antes da referida entrada ter sido construída nada disto acontecia.

Venho pois solicitar aos Senhores Vereadores, que coloquem um simples sinal de cedência de prioridade na rua da saída deste portão do Alfeite, como medida refreadora dos impetuosos condutores, e a fim de evitar problemas com maior gravidade, que possam envolver as crianças da escola e os moradores da zona.

Originalmente enviei esta carta para a Junta de Freguesia de Corroios, cuja resposta anexo.

Na certeza que estes meus comentários e sugestões serão alvo da Vossa maior atenção, apresento desde já os meus melhores cumprimentos.

E pronto, esta é a carta, que decerto deverá andar perdida algures na Câmara Municipal do Seixal.

  • João Barros

    Curioso, somos práticamente vizinhos, eu tou ali mais no Alto ;)Também tenho as minhas queixas da zona:- Atravessar a linha do metro ali no centro de Corroios é quase criminoso para a suspensão de qualquer automóvel.- Aquela arte de fazer um tapete de alcatrão espalhando-o com uma pá ali usada na rotunda como quem vem da Sobreda. Bandas sonoras naturais :S- Quem contorna esta rotunda e sobe para o Feijó é presenteado com uma colecção de retalhos de inúmeros cortes na estrada e sucessivos arranjos. Adicione-se o alcatrão estar polido. Imagine-se a descer. Agora adicione-se água…- A rotunda anterior que permite entrada para o Alto do Moinho, logo junto à AutoEstrada, que “só” demorou cerca de 1 ano a fazer, buracos, gravilha, básicamente tudo menos alcatrão até mesmo ao final da construção.Seria giro com input suficiente, criar um por ex um Trac para contabilizar os “bugs” das frequesias :)

  • Carlos Serrão

    @João BarrosComo eu te compreendo :-)É uma vergonha… e ver tantos recursos desperdiçados numa coisa como as mega-festas de Corroios.

  • Carlos Serrão » Estas coisas funcionam… às vezes!!!

    […] tempos enviei uma carta para a Junta de Freguesia de Corroios a solicitar que fossem realizadas uma série de correcções a uma determinada zona em Miratejo, na qual a minha sogra habita. Depois de algumas trocas de […]

  • RSS
  • Twitter
  • Buzz
  • LinkedIn
  • Flickr