Carlos Serrão

as minhas notas e página pessoal…

Google Desktop Search vs. Spotlight

| 0 comments

Quando mudei para um Macbook Pro com Mac OS X, aquilo que me despertou mais a atenção foi uma “lupazinha maravilhosa” que se encontra no menu superior, no extremo direito do mesmo – o Spotlight.

Achei que de facto, a facilidade de acesso a pesquisas no Mac OS X eram algo de fora do normal, para um utilizador de Windows, e poderia pesquisar toda a informação no meu sistema, num abrir e fechar de olhos. Ilusões…

À medida que a utilização do Mac OS X vai sendo mais intensiva, em que vamos tendo mais documentos e mais emails, a performance do Spotlight vai-se degradando, chegando a um ponto que é desesperante. Isto é, de cada vez que recorremos ao Spotlight para fazer uma pesquisa, aquilo que no início demorava breves segundos (2 ou 3 segundos) para responder, passa a demorar 15 ou mais segundos. Existem ferramentas, que permitem que se apague a indexação original criada pelo Spotlight, e permitindo que o mesmo a crie de raiz. Talvez este processo melhore a performance do mesmo, não sei. Confesso que não experimentei. O que fiz foi tentar encontrar alternativas para o Spotlight.

Encontrei duas interessantes. Uma delas é o já bem conhecido Quicksilver. A outra é o Google Desktop Search.

Apesar do Quicksilver ser uma excelente ferramenta para o Mac OS X, um verdadeiro canivete suíço da produtividade, não é uma ferramenta de pesquisa na verdadeira acepção da palavra. É uma ferramenta que vai aprendendo com o utilizador e com as suas preferências pessoais, e que depois facilita o acesso a essa mesma informação. Mas se eu por exemplo, quiser saber em que email, é que tenho guardado os parâmetros de acesso a um servidor de base de dados, que me foi enviado à 2 meses atrás, o Quicksilver não é a ferramenta ideal para este tipo de pesquisas.

Media_httphomeisctept_yjukw

Quando a Google lançou o Google Desktop para Windows, eu adoptei-o de imediato como ferramenta de pesquisa para Windows. Quando a Google fez o mesmo para o Mac OS X, fiquei um pouco renitente em usá-lo de imediato, até porque o Spotlight estava aí para as “curvas”. Mas com os problemas de performance do Spotlight a agravarem-se não tive outra alternativa que não ceder, e instalar a mesma.

Como é apanágio do Google Desktop, o processo de indexação inicial é um pouco moroso, e “puxa” um pouco pela máquina. No entanto, findo este processo, as pesquisas efectuadas no nosso desktop são de facto muito mais rápidas do que no Spotlight. Qualquer pesquisa efectuada até ao momento, mesmo algumas bastante complexas, que envolvem pesquisas em email, são bastante rápidas, e a resposta do Google Desktop Search pode ser obtida em 1 ou 2 segundos. Fabuloso.

Resta saber, se com a utilização do Mac, com mais emails a chegarem, com mais ficheiros a serem criados, modificados e apagados, se a actual performance do Google Desktop Search se manterá. Para já, tem sido uma muito agradável surpresa.

Technorati Tags: , , , , , , ,

  • RSS
  • Twitter
  • Buzz
  • LinkedIn
  • Flickr