Carlos Serrão

as minhas notas e página pessoal…

Músicas no iTunes sem DRM

| 0 comments

Depois da carta “aberta” do Steve Jobs, e do acordo celebrado com a EMI, para poder ficar disponível no iTunes, com melhor qualidade, as músicas da EMI sem qualquer DRM, eis que se descobre que afinal as músicas (DRM-free) continuam informação que “ligava” o comprador à música.

Desconhecem-se quais as verdadeiras intenções da Apple e da EMI, ao fazer esta operação, no entanto podemos sempre especular.

Entretanto apareceram algumas aplicações que permitiram remover essa informação dos ficheiros de áudio, como por exemplo o Privatunes. Recentemente li, que afinal o Privatunes, anonimiza os ficheiros apenas parcialmente. Ou seja a informação com comprador subsiste dentro do ficheiro. No entanto, esta é uma questão simples, basta ir ao ficheiro e procurar e apagar.

Mas isto tudo, me leva a crer no seguinte: que afinal estes ficheiros DRM-free, não vêm com restrições de utilização mas vêm marcados com uma fingerprint do utilizador. Será que para além desta fingerprint ser visível e poder ser apagada do ficheiro sem grandes dificuldades, não estará a Apple igualmente a usar audio watermarks invisíveis (exemplo). Ou seja, marcadores inaudíveis, que estão espalhados aleatoriamente na música, e que fazem precisamente a ligação entre o comprador e a música.

E para que serve isto? Não haverá aqui uma intenção “escondida” para tentar identificar músicas do iTunes, DRM-free que estejam a ser partilhadas ilegalmente, identificando consequentemente, quem as partilhou?
Vale a pena reflectir nisto.

PS: A robustez das actuais tecnologias de audio-watermark, é muito limitada. São muito pouco resistentes a modificações simples no áudio. No entanto estão a tornar-se cada vez mais resistentes.

  • RSS
  • Twitter
  • Buzz
  • LinkedIn
  • Flickr